quarta-feira, 16 de setembro de 2009

E continuando o assunto...


O Baguá no Feng Shui funciona como bússola para orientar a identificar a localização das áreas (ou setores) num determinado local. Para isso, é necessário colocá-lo sobre a planta baixa, da casa, por exemplo, pois pode-se aplicá-lo a qualquer lugar, inclusive na mesa de trabalho, alinhando a base do diagrama, onde se localiza a área do Trabalho à porta de entrada. Partindo desse referencial, fica fácil identificar a localização de todas as áreas nos cômodos e assim, harmonizá-la de acordo com cores, formas, materiais de cada setor aliado, claro, às preferências de cada pessoa. Importante salientar que quando proposta e em execução, as transformações no ambiente devem sempre agradar ao dono da residência e não ao profissional, o papel do último é orientar e buscar alternativas para cada caso, por isso, a importância do trabalho em conjunto.

Tanta falta faz uma revista que pra mim foi mais que inspiradora no assunto Feng Shui, Bom Astral. Também as antigas publicações da Bons Fluídos focava bastante o assunto, gosto dela, hoje os assuntos se diversificaram, porém prefiro as antigas, ficava doida pra ver, ler a próxima edição. Mas pra alegria geral, ainda existem revistas direcionadas a esse assunto que pra mim é mais do que uma filosofia e arte, é um modo de viver bem consigo mesmo e com o mundo a nossa volta.

Um outro ponto importante, para harmonizar a casa, partindo do Feng Shui, não é obrigatório o uso do baguá. Na Escola da Forma, a mais antiga vertente, utiliza-se cinco animais considerados sagrados para orientar a ambientação. São eles: a Tartaruga, a Fênix, o Tigre, o Dragão e a Serpente. A função de cada animal é simbólica, representando a trajetória humana e a dinâmica da natureza. Precisamos para viver bem e em sintonia consigo mesmo da solidez da Tartaruga, das asas prósperas da Fênix (que também é conhecida por renascer das cinzas, no caso, o renascer depois de uma etapa difícil na vida), da ousadia do Tigre, do sucesso que proporciona o Dragão e do equilíbrio da Serpente.
Eu, completamente apaixonada por tudo, tenho alguns dos animais sagrados em casa e ainda utilizo o baguá. E como na "casa de ferreiro, espeto é de pau", ainda falta muita coisa pra harmonizar, colocar como eu quero, com meu jeito, minha cara.

Bom, é isso, mais um pouco sobre o fascinante Feng Shui.
Espero que tenham gostado.

2 comentários:

Fernanda de Oliveira disse...

Oi amiga, tô precisando procurar a planta baixa aqui de casa, depois volto pra anotar tudinho... rs

Beijinho,

Fernanda
minha-casinha-nova.blogspot.com

calma que estou com pressa disse...

oi carol madame morgana!
eu havia falado que vc poderia postar minhas rosas de um post que vc viu bem lá atrás, mas entra hoje no meu blog - tem uns trabalhos meus que foram publicados em um blog que é só sobre reutilização - um blog ecologico - e lá tem m vasinho mais lindo ainda com eas mesas rosinhas - pode postar sim! ficarei muito honrada!
bomfds
bjs